Tomate pode ajudar a prevenir o câncer de próstata?



Quando o assunto é saúde do homem, algumas dicas precisam ser reforçadas para que ninguém esqueça: coma tomates (de preferência orgânicos) todos os dias.

É porque o fruto possui uma substância chamada licopeno, eficiente a ponto de reduzir o risco de câncer de próstata em até 18%.

Você sabia que o famoso pigmento que dá a cor vermelha para o tomate tem ação anticancerígena comprovada por universidades de saúde renomadas como Cambridge, Oxford e Bristol?

E sabia que a próstata é a parte do seu corpo que concentra a maior quantidade de licopeno?

homem comendo tomate licopeno

Licopeno pode reduzir risco de câncer de próstata em até 18%

No departamento de nutrição da Universidade de Illinois, em Chicago, uma pesquisa foi realizada com voluntários do sexo masculino já diagnosticados com câncer.

Durante 3 semanas, eles ingeriram molho de tomate contendo cerca de 30 mg de licopeno todos os dias.

Ao final do trabalho, os cientistas notaram que o fitonutriente foi capaz de melhorar a resposta antioxidante das células da próstata e inibir a proliferação das células cancerígenas.

Um outro achado bastante surpreendente está em uma revisão de estudos que mostrou que a suplementação com licopeno pode reduzir os níveis do antígeno específico da próstata (PSA) e induzir o suicídio programado das células cancerígenas da próstata.

É importante destacar aqui que o PSA é apenas um dos exames usados para detectar o câncer de próstata, e não deve ser o único ou definitivo.

A receita ideal para proteger a próstata

Molho tomate licopeno

Molho de tomate é rico em licopeno

Cada 100 g de tomate maduro fornece de 3,1 a 7,7 mg de licopeno. Para efeitos de prevenção, especialistas costumam trabalhar com pelo menos 10 mg do suplemento.

Em forma de alimento, é possível aumentar a absorção do nutriente preparando um molho bem fácil de fazer.

Isso porque o licopeno tem a sua ação potencializada quando é aquecido, e como trata-se de um nutriente lipossolúvel, o corpo aproveita melhor a substância quando ela está acompanhada de uma gordura boa.

Anote a receita:

  •  1 kg de tomates maduros e firmes
  • Azeite de oliva extravirgem
  • Alho a gosto
  • Folhas de manjericão a gosto
  • Sal

Modo de preparo: tire as ‘tampas’ e corte os tomates em quatro, na vertical. Coloque os pedaços em uma panela e leve ao fogo por cerca de 15 minutos até amolecer. Com a ajuda de uma peneira, separe a polpa.Em outra panela, refogue o alho no azeite, coloque o manjericão, e depois acrescente a polpa os tomates. Mexa devagar em fogo baixo e acerte o sal. Pronto.

A receita rende 500 gramas de molho, em média. Dá para congelar.

Para aumentar ainda mais a sua ingestão de licopeno, você também pode consumir até 5 porções de frutas e vegetais vermelhos variados por dia, como melancia, goiaba, pimentão, morango, caqui e mamão.

Outra dica é conversar com seu médico de confiança sobre manipular doses adequadas de licopeno para o seu caso.

E atenção: se o seu objetivo é impedir o aumento excessivo da próstata, exterminar o pinga-pinga urinário e ainda prevenir o câncer, aposte na dupla licopeno e óleo de sementes de abóbora.

Investir em alimentos é bem melhor do que ter que gastar dinheiro com cartelas de remédios depois, não é?

Se você gostou desse conteúdo, não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais.

 

Fontes:

Lycopene and Risk of Prostate Cancer: A Systematic Review and Meta-Analysis

Role of lycopene and tomato products in prostate health

An Update on the Health Effects of Tomato Lycopene

Phase II Randomized Clinical Trial of Lycopene Supplementation before Radical Prostatectomy

Tomato-based randomized controlled trial in prostate cancer patients: Effect on PSA

The Potential Role of Lycopene for the Prevention and Therapy of Prostate Cancer: From Molecular Mechanisms to Clinical Evidence