Sexo faz bem para saúde? Confira 5 benefícios e 2 dicas para aumentar o desejo



Certo dia ouvi na TV que essa pandemia de coronavírus está separando meninos de homens.

Você concorda?

A impossibilidade de ver amigos e parentes, incertezas financeiras e até o fato de viver 24 horas por dia sob o mesmo teto com as mesmas pessoas…

… tudo isso, meu caro, acaba criando um nível de estresse capaz de apagar a chama de muitos casais.

Então aqui temos um problema, pois diversos estudos mostram uma forte correlação entre sua satisfação sexual e a sua saúde.

Antes de revelar 5 benefícios do sexo para a sua saúde, preciso fazer um alerta.

Não quero que pense aqui que basta tomar um ‘azulzinho’ e seus problemas estarão resolvidos.

É que os efeitos colaterais do sildenafil (e também do tadalafila) não podem ser desconsiderados. Dor de cabeça, tontura, visão embaçada, enjoo, vermelhidão e até risco de infarto estão na lista.

Embora esses comprimidos pareçam uma solução emergencial para reacender noites mornas, eles não resolvem a causa da falta de desejo e de problemas de ereção.

5 coisas que você ganha quando mantém uma vida sexual ativa

casal

Ciência reconhece os benefícios do sexo para a saúde

#1 – Próstata blindada
Um estudo publicado no Journal of American Medical Association evidenciou que, homens cuja atividade sexual era maior que 21 vezes ao mês, tinham dois terços menos chances de terem câncer de próstata.

Outro estudo, publicado no British Journal of Urology International, mostrou que quanto maior a frequência de ejaculação, menor o risco de desenvolver um câncer de próstata.

#2 – Um coração robusto
Você sabia que pessoas que fazem pouco sexo (uma vez por mês ou menos) têm mais chances de desenvolver doenças cardíacas do que indivíduos que transam duas vezes por semana?

No Reino Unido, um estudo realizado com mais de 3 mil homens entre 45 e 59 anos concluiu que sexo frequente pode reduzir risco de ataques cardíacos fatais e derrames.

#3 – Uma memória mais afiada
Pesquisadores americanos e coreanos descobriram que o ato sexual é capaz até de criar neurônios, sabia?

Na prática, ter mais neurônios deixa sua memória mais ágil e afiada, e ainda aumenta a sua inteligência.

#4 – Imunidade mais forte
Segundo a ciência, fazer sexo semanalmente pode reforçar o seu sistema imunológico.

Um estudo realizado na Wilkes University, nos Estados Unidos, apontou que quem pratica sexo regularmente tem níveis maiores de uma substância chamada imunoglobulina A (ou IgA), responsável por proteger o nosso organismo de infecções virais.

#5 – Sua versão mais relax
Quando estamos estressados, sexo pode ser a última coisa a passar pela nossa cabeça, mas saiba que transar pode ajudar a diminuir a ansiedade.

Isso porque o sexo consegue reduzir os chamados hormônios do estresse, como por exemplo o cortisol, e isso pode ajudar a manter a sua ansiedade sob controle.

2 soluções naturais para ajudar você a aumentar o seu desejo

Suco de beterraba melhora a circulação e favorece a ereção

#1 – Suco de beterraba

O segredo do suco de beterraba para a ereção é um ingrediente especial chamado nitrato. É essa a substância que ajuda a melhorar a função e a elasticidade dos vasos sanguíneos.

O nitrato é precursor de óxido nítrico, molécula conhecida pelo seu alto poder em relaxar as artérias, baixar a pressão e favorecer a oxigenação de todo o organismo, inclusive a região do pênis, estimulando a ereção.

Como fazer o suco: Bata meia beterraba crua com 250 ml de água no liquidificador, coe e tome de 1 a 2 vezes ao dia. Aproveite para bater as folhas junto, pois elas possuem mais nitratos do que a raiz.

#2 – Maca peruana

Um estudo feito na Itália e publicado no Journal of Andrology apontou que a suplementação de maca peruana pode melhorar a vida de homens que sofrem de impotência e falta de desejo.

A explicação se deve ao fato de que a raiz andina é fonte de um aminoácido chamado arginina, uma substância considerada precursora do óxido nítrico.

Em outras palavras, o óxido nítrico relaxa as artérias do pênis e aumenta o fluxo de sangue para o órgão genital, favorecendo a ereção.

 

Gostou da nossa conversa? Se este conteúdo foi útil para você, compartilhe nas redes sociais.

Um abraço!

Dr. Fernando Scremin