Vitaminas.com.vc

Do fundo do oceano para a mesa: como as ostras podem influenciar no desempenho sexual



Muito versáteis e com um sabor ímpar, as ostras formam um alimento rico em nutrientes que podem auxiliar na melhora de diferentes aspectos da vida sexual. Motivos não faltam para justificar seu poder afrodisíaco:

Pode ajudar a elevar os níveis de zinco, mineral fundamental para auxiliar no estímulo da produção da testosterona de forma natural. Lembre-se: testosterona lá em cima = energia e libido nas alturas;

É rico em magnésio que, além de favorecer a “fabricação” de testosterona, está envolvido na produção do óxido nítrico. Essa, inclusive, é uma substância produzida pelo próprio corpo que ajuda a dilatar os vasos sanguíneos que irrigam o pênis, contribuindo para ereções da melhor qualidade.

Além disso, as ostras também são recheadas de ferro, cálcio, vitaminas C e B12, ômega 3, entre outros nutrientes essenciais para a saúde.

É claro que o simples ato de comer ostras antes do ato sexual não fará milagres. Para ter um bom aporte de magnésio e zinco, é preciso ampliar o consumo de outros alimentos também.

Sabemos que o preço das ostras não é nada convidativo, e a procedência do alimento precisa sem exemplar; então, a sugestão é incluir na lista de compras outros itens que também sejam boas fontes dos dois nutrientes:

  • Castanhas;
  • Sementes de abóbora;
  • Linhaça;
  • Carnes bovinas;
  • Frutos do mar;
  • Chocolate amargo;
  • Abacate;
  • Nozes.

As ostras podem ficar para aquelas ocasiões especiais que pedem um prato mais elaborado, não é mesmo?

Também vale saber que suplementar magnésio e zinco em cápsulas também é uma alternativa prática e segura para garantir o consumo da dosagem ideal dos dois nutrientes.

E veja como essa opção pode ser interessante: um estudo realizado na Turquia com grupos de atletas e sedentários apontou que a suplementação de magnésio aumentou os níveis de testosterona no sangue dos indivíduos estudados após quatro semanas de uso.

Sobre o zinco, uma pesquisa da Universidade Estadual de Wayne, em Michigan, nos Estados Unidos, demonstrou que a suplementação do mineral em homens idosos considerados saudáveis também resultou no aumento da testosterona, e desempenhou um papel importante na regulação desse importante hormônio sexual após seis meses de uso.

Você também pode gostar de saber…

Formulado com alto teor de magnésio bisglicinato na forma quelada, conhecido pelo seu poder de alta absorção, o Mag Sense, de acordo com estudos, pode auxiliar no controle da pressão arterial, na redução de riscos de doenças cardíacas e em quadros de diabetes tipo 2, além de ajudar a melhorar a saúde óssea e muscular. Clique para conhecer o produto!

Já o  Z Sense conta com uma fórmula que combina os minerais zinco, cobre, manganês, selênio, cromo, molibdênio e boro — além de licopeno —, que podem auxiliar na proteção da saúde masculina. Saiba mais!

Referências bibliográficas:
Cinar V, Polat Y, Baltaci AK, Mogulkoc R. Effects of magnesium supplementation on testosterone levels of athletes and sedentary subjects at rest and after exhaustion. Biol Trace Elem Res. 2011 Apr;140(1):18-23. doi: 10.1007/s12011-010-8676-3. Epub 2010 Mar 30. PMID: 20352370.Prasad AS, Mantzoros CS, Beck FW, Hess JW, Brewer GJ. Zinc status and serum testosterone levels of healthy adults. Nutrition. 1996 May;12(5):344-8. doi: 10.1016/s0899-9007(96)80058-x. PMID: 8875519.