Os benefícios da coenzima Q10 para a saúde do coração



Você sabia que, no Brasil, as doenças cardíacas matam duas vezes mais do que todos os tipos de câncer juntos e tiram a vida de mais de mil pessoas por dia, vítimas de ataques fulminantes?

Diante desses números alarmantes, passou da hora de todos saberem que existe um nutriente capaz de reduzir o número de mortes por insuficiência cardíaca pela metade: a coenzima Q10.

Essa substância natural, também conhecida como ubiquinona, é capaz de blindar o coração e, de quebra, combater o cansaço crônico.

Força e vitalidade são os carros-chefe dessa molécula que, quando está no corpo, pode tornar o seu coração anti-infarto.

Casal coração saudável

Coenzima Q10 é a salva-vidas do músculo cardíaco

A CoQ10 está presente em praticamente todas as células do nosso organismo e é o principal combustível das mitocôndrias.

Talvez você já saiba que as mitocôndrias são as organelas celulares responsáveis pela fabricação da nossa energia.

É por isso que os deficientes desta coenzima são como uma vela prestes a apagar. Falta energia e sobra exaustão.

Fora isso, todos os nossos músculos dependem de coenzima Q10 para sobreviverem, e o músculo cardíaco é o mais ávido por esta substância.

Níveis insuficientes dessa enzima elevam o risco de fraqueza muscular, derrames e ataques cardíacos.

E, além da idade, um dos principais algozes da coenzima é uma classe de medicamentos vendida para combater o colesterol: as estatinas.

Quem usa estatinas deve conversar com um médico de confiança sobre a necessidade de suplementar coenzima Q10.

ESTÁ GOSTANDO DESSE ARTIGO?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos e novos produtos!

* Não vamos distribuir seu e-mail

O suplemento queridinho do coração

Diversos estudos sustentam a importância da CoQ10 para a saúde cardiovascular.

Um deles, realizado em um centro médico do Texas, nos Estados Unidos, avaliou 143 pessoas com cardiomiopatia crônica. Esta condição compromete a capacidade do coração em bombear sangue.

Após seis anos de análise, o autor da pesquisa concluiu que 85% dos pacientes apresentaram uma melhora significativa com a suplementação do nutriente. E destacou que a coenzima Q10 é uma terapia segura e eficaz para quem sofre da doença.

Um outro trabalho mais recente, coordenado pela Universidade de Copenhague, na Dinamarca, estudou 420 pacientes com insuficiência cardíaca.

A análise foi feita em nove países diferentes. Metade desses indivíduos acrescentou cápsulas de CoQ10 na rotina sem abrir mão do tratamento convencional. A outra metade ingeriu apenas placebo (junto com as medicações tradicionais).

Ao longo de dois anos, o grupo que suplementou Coenzima Q10 reduziu pela metade as complicações e até o risco de morte.

Os resultados com a suplementação da substância foram tão satisfatórios que acabaram divulgados no Congresso de Insuficiência Cardíaca da Sociedade Europeia de Cardiologia.

Carne e coração

Os miúdos dos animais possuem elevado valor de nutrientes

Como suplementar Coenzima Q10

É possível obter bons níveis de CoQ10 por meio do consumo de carnes bovinas, suínas e de aves. A principal oferta da enzima está nos miúdos – que costumamos ignorar no açougue.

Partes como coração e fígado dos animais são fontes riquíssimas da substância, mas se você é do tipo que torce o nariz para as vísceras, é possível suplementar o nutriente.

De acordo com especialistas em saúde natural ouvidos pelo Vitaminas, a dosagem recomendada de Coenzima Q10 é de 100 a 200 mg uma vez ao dia. Para otimizar a absorção, o ideal é que as cápsulas sejam associadas à vitamina E ou aos ácidos graxos ômega 3.

Este suplemento não tem efeitos colaterais e pode trazer muitos outros benefícios para a sua saúde, no entanto, vale a pena conversar com o seu médico de confiança sobre as doses adequadas para cada caso.

Gostou desse artigo? Deixe seus comentários e não se esqueça de compartilhar com seus amigos.