Vitaminas.com.vc

Coenzima Q10: como ela pode ajudar a reduzir efeitos colaterais das estatinas e mais benefícios



Já ouviu falar na coenzima Q10? Esse é um dos nutrientes mais importantes que devem estar no radar de quem busca uma dose extra de energia para encarar o dia a dia, além de um aliado para a saúde do coração.

Seja pela alimentação, com o consumo de alimentos ricos em coenzima Q10, ou pela suplementação em cápsulas, todo mundo precisa manter os níveis adequados dessa substância no corpo.

Apesar de ser naturalmente fabricada pelo organismo, a produção da coenzima Q10 começa a cair a partir dos 30 anos — e com sua deficiência, pode chegar aquela sensação de cansaço constante e os músculos, principalmente o cardíaco, começam a sentir o impacto.

A seguir, veja um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre a coenzima Q10, de suas principais funções até como escolher o melhor suplemento para tomar.

O que é e para que serve a coenzima Q10?

A coenzima Q10, também conhecida como ubiquinona, é uma substância lipossolúvel (ou seja, dissolvida em gordura) que está presente em todas as células. É encontrada principalmente no coração, fígado e rins e funciona como um combustível para as mitocôndrias, responsáveis por transportar energia no corpo.

Descrita pela primeira vez na década de 1950, a coenzima Q10 já foi, inclusive, tema do Nobel de Química em 1978. Naquele ano, o químico Dr. Peter Mitchell foi honrado por descrever o papel da coenzima Q10 para produzir ATP, que é a moeda energética do organismo.

Benefícios da coenzima Q10

Descubra como o consumo adequado de coenzima Q10 pode auxiliar na saúde:

1. Disposição

Como a coenzima Q10 é uma espécie de “gasolina” para o corpo, ela se torna essencial para ajudar a afastar a fadiga e a aumentar o pique para realizar atividades cotidianas, favorecendo até mesmo o desempenho nas atividades físicas. O oposto também é verdadeiro: viver desabastecido de coenzima Q10 é como ter um tanque do carro vazio, que não consegue chegar até a esquina sem falhar.

2. Funcionamento do coração 

O coração depende da coenzima Q10 para bater forte e no ritmo certo. E a ciência já atestou a importância desse nutriente para ajudar a manter longe problemas graves como insuficiência cardíaca, arritmia, angina e pressão alta.

Uma pesquisa realizada na Universidade de Copenhague, na Dinamarca, avaliou 420 pessoas com insuficiência cardíaca em nove países diferentes. Durante o estudo, metade dos indivíduos suplementou coenzima Q10 sem interromper o protocolo convencional. A outra metade ingeriu apenas placebo junto com as drogas tradicionais para controlar a doença.

Após dois anos, o grupo que incluiu as cápsulas de coenzima Q10 na rotina teve o risco de morte, internação hospitalar ou de complicações cardíacas reduzido pela metade. Os resultados foram destaque em um Congresso de Insuficiência Cardíaca da Sociedade Europeia de Cardiologia.

3. Para quem usa estatinas

Embora as estatinas — famosa classe de medicamentos para baixar o colesterol — sejam toleradas pela maioria das pessoas, é importante saber que, antes de diminuir o colesterol, elas também podem despencar a reserva de coenzima Q10 no organismo.

Como efeito colateral, aumentam os riscos de problemas relacionados com a transferência de energia para os músculos, o que leva à fraqueza e dores. Essa condição é chamada de miopatia e também pode deixar o coração desprotegido, o mais importante dos músculos.

Para compreender o papel da coenzima Q10 na diminuição de sintomas musculares provocados pelo uso de estatinas, um estudo publicado na Medical Science recrutou 50 pacientes que tomavam esse remédio e relatavam dores nos músculos.

Neste grupo, metade recebeu 50 mg de suplemento de coenzima Q10 duas vezes ao dia por um mês, enquanto o outro grupo tomou apenas placebo (pílula sem nenhuma substância) pelo mesmo período.

Os resultados do estudo mostram que o uso da coenzima Q10 foi capaz de melhorar efetivamente os sintomas musculares relacionados às estatinas.

4. Propriedades antioxidantes

A coenzima Q10 é boa em “sequestrar” os radicais livres — que são como moléculas tóxicas — que se alojam nas células e geram estresse oxidativo, um catalisador para diversos problemas de saúde. Esse efeito antioxidante da coenzima Q10 consegue ajudar a neutralizar esses perigos fazendo uma “limpa” na casa para ajudar a proteger o corpo de perigos como envelhecimento precoce, enfraquecimento do sistema imunológico e doenças crônicas.

5. Saúde da pele

Essa mesma ação antioxidante da coenzima Q10 também pode auxiliar na melhora da aparência da pele, justamente por contribuir para a redução de radicais livres que podem trazer sinais da idade prematuramente.

Um estudo feito na Eslovênia quis investigar os efeitos na pele após 12 semanas de suplementação diária de 50 e 150 mg de coenzima Q10. Após os testes, os 33 participantes que ingeriram a substância mostraram uma notável diminuição nas rugas.

Além dos suplementos em cápsulas, a coenzima Q10 também pode ser encontrada em cosméticos para a pele e proporciona uma ação anti-idade, ajudando na oxigenação das células e na melhora da firmeza e elasticidade da cútis, o que, globalmente, pode atenuar os sinais da idade.

Coenzima Q10 emagrece?

O uso da coenzima Q10 por si só não tem efeito emagrecedor, mas, por participar da produção de energia, a substância pode, indiretamente, ser uma aliada na perda de peso, porque ajuda a dar aquele “gás” na prática de exercícios físicos. Além disso, a coenzima Q10 está envolvida na metabolização de gordura do organismo — o que é importante para o seu processo de queima.

Aliar a suplementação a uma boa alimentação, prática de atividades físicas e bons hábitos de vida sempre será o melhor caminho para o emagrecimento.

Alimentos ricos em coenzima Q10

  • Bife de fígado;
  • Coração;
  • Rins;
  • Brócolis;
  • Couve;
  • Cereais integrais;
  • Abacate;
  • Damasco;
  • Espinafre;
  • Atum;
  • Salmão;
  • Sardinha;
  • Nozes;
  • Laranja.

Sintomas da falta de coenzima Q10

A falta de energia é um dos principais sinais que merecem uma investigação aprofundada sobre a deficiência de coenzima Q10. Fraqueza nas pernas, perda de massa muscular e problemas cardiovasculares também podem estar relacionados à baixa reserva da substância no organismo.

Estes são alguns fatores que podem reduzir a produção desse combustível:

  • Envelhecimento;
  • Estresse oxidativo;
  • Uso de estatinas;
  • Deficiência de vitamina B6;
  • Prática intensa de esportes.

Exame para medir coenzima Q10: existe?

Sim, laboratórios costumam oferecer um exame que mede a dosagem de coenzima Q10. Para a realização do procedimento, é feita a coleta de uma amostra de sangue.

Como tomar coenzima Q10

Como a coenzima Q10 é um nutriente solúvel em gordura, os suplementos à base dessa substância devem ser tomados junto com uma refeição gordurosa. Você pode ingerir as cápsulas recomendadas perto do café da manhã, almoço ou jantar — como preferir.

Recomenda-se doses diárias de a partir de 100mg, mas converse com seu médico de confiança para definir a quantidade ideal para o seu caso.

Qual é a melhor coenzima Q10?

Quem deseja suplementar a coenzima Q10 em cápsulas deve buscar produtos com alto grau de pureza que garantam sua qualidade. A coenzima Q10 utilizada pelo Vitaminas.com.vc, por exemplo, possui 99,30% de pureza, conforme atestado pelo laudo do fabricante.

Associar a coenzima Q10 a outros nutrientes, como magnésio, L-Carnitina e vitaminas B1 e B6 também pode ser interessante para que, em sinergia, eles trabalhem para reforçar o apoio à saúde cardíaca e à melhora da energia e disposição.

Efeitos colaterais e contraindicações da coenzima Q10

Quando consumida nas dosagens corretas, a coenzima Q10 não apresenta efeitos colaterais. Pacientes que tomam anticoagulantes devem consultar um médico antes de ingerir qualquer suplemento alimentar. Grávidas, lactantes e menores de idade devem sempre conversar com o médico.

Você também pode gostar de saber…

O CoQ10 Pro é um suplemento alimentar que leva uma combinação exclusiva de coenzima Q10, magnésio dimalato, L-Carnitina e vitaminas B1 e B6. Em conjunto, os nutrientes da fórmula podem apoiar a saúde cardíaca e auxiliar na melhora da energia e disposição.

Para saber mais informações sobre o CoQ10 Pro e comprar o seu pote, clique aqui.

Referências bibliográficas

Skarlovnik A, Janić M, Lunder M, Turk M, Šabovič M. Coenzyme Q10 supplementation decreases statin-related mild-to-moderate muscle symptoms: a randomized clinical study. Med Sci Monit. 2014 Nov 6;20:2183-8. doi: 10.12659/MSM.890777. PMID: 25375075; PMCID: PMC4226312.

Zmitek, Katja & Pogačnik, Tina & Mervic, Liljana & Zmitek, Janko & Pravst, Igor. (2016). The effect of dietary intake of coenzyme Q10 on skin parameters and condition: Results of a randomised, placebo-controlled, double-blind study: The Effect of Dietary Intake of Coenzyme Q10 on Skin Parameters and Condition. BioFactors. 43. 10.1002/biof.1316.