Como baixar a pressão com o chá de Sete-sangrias



Você já se perguntou o que fazia o homem medieval quando era tomado pelos sintomas de tontura, dor de cabeça, visão embaçada e dor na nuca, típicos de quem está com a pressão muito elevada?

Em uma época em que não existiam remédios sintéticos, imagine a seguinte situação:

Com uma navalha afiada, em condições precárias de higiene, o barbeiro era chamado para fazer um corte na região do antebraço do enfermo.

Depois, deitava o paciente em uma banheira de água quente até a pressão dele cair, e muito sangue se perder.

Tratamento sangria pressão alta

Sangria era utilizada para baixar pressão durante a Idade Média / reprodução

Antes que a coisa piorasse e o doente morresse de hemorragia, o barbeiro dava um jeito de estancar a sangria enfaixando a área cortada pela navalha.

Sim, a técnica funcionava porque diminuía a pressão reduzindo temporariamente o volume de sangue no corpo do indivíduo.

Os hipertensos que davam a sorte de não morrer durante o tratamento, geralmente tinham que enfrentar a sessão de tortura mais de uma vez.

O procedimento era chamado de sangria.

Até que, para alívio da população europeia da Idade Média, a medicina popular apresentou um chá tão potente contra a hipertensão que valia por sete-sangrias.

Já ouviu falar da Sete-sangrias para a pressão alta? 

Planta Sete-sangrias

Chá de sete-sangrias é bom para pressão alta / Imagem: reprodução

Séculos depois, a ciência comprovou as propriedades terapêuticas da planta de nome científico Cuphea carthagenensis, conhecida como Sete-sangrias.

Em um estudo feito em parceria entre a Universidade Federal de Minas Gerais e a Universidade de Munique, da Alemanha, os pesquisadores descobriram que a erva reduz a pressão porque inibe em até 50% a ação de uma enzima conversora de angiotensina.

Para quem não sabe, a angiotensina é uma substância que comprime os vasos sanguíneos e está envolvida no aumento da pressão arterial.

ESTÁ GOSTANDO DESSE ARTIGO?
Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos e novos produtos!

* Não vamos distribuir seu e-mail

Na prática, os cientistas brasileiros e alemães demonstraram que a Sete-sangrias atua como um remédio natural porque promove o relaxamento dos vasos e facilita a circulação do sangue, fatores que contribuem para o controle da pressão alta.

Outro trabalho realizado na UFMG mostrou que, quando utilizada em forma de tintura, a planta Cuphea carthagenensis é capaz de dilatar dos vasos e melhorar o fluxo sanguíneo, efeitos medicinais indispensáveis para prevenir crises de hipertensão.

Como preparar o chá de Sete-sangrias? 

Xícara de chá

Sete-sangrias é remédio natural contra a pressão alta

Se você pretende fazer uso da Sete-Sangrias para se manter no padrão 12 x 8, a recomendação é ingerir de 2 a 3 xícaras de chá por dia, na proporção de 1 colher de sopa da erva para cada xícara de água.

Apesar dos benefícios relatados, não é indicado abandonar tratamentos convencionais sem antes avisar um médico de confiança.

A Sete-sangrias não apresenta graus de toxicidade, porém, crianças e gestantes não devem usar por conta própria.

Gostou das dicas? Então compartilhe com seus amigos e familiares.